Objetivo profissional: exemplos de como escrevê-lo no currículo!

objetivo profissional exemplos

Atualmente, vivemos um momento de muita concorrência no mercado de trabalho: todos os dias, milhares e milhares de pessoas saem à busca de um emprego. A disputa por uma vaga, além de acirrada, aponta como muitas pessoas têm dificuldade para se preparar para os processos seletivos das empresas. Inclusive, já falamos disso aqui no blog.

Mas, infelizmente, o despreparo frente a uma entrevista de emprego não é o único problema enfrentado pelos candidatos. Há ainda outra etapa, anterior a essa, que coloca as chances em cheque na hora de se candidatar para uma vaga: os objetivos profissionais.

Muitas pessoas não possuem seus objetivos profissionais definidos, e muito menos sabem se e como colocá-los por escrito no currículo. Há ainda o medo de não soar interessante ou adequado à determinada vaga, e também não ser capaz de atrair a atenção dos recrutadores.

Por isso, neste artigo vamos explicar melhor como você pode definir quais objetivos profissionais cabem em seu currículo – e como deixá-los claros da melhor maneira possível para aumentar suas chances de conquistar a vaga tão sonhada.

Objetivo profissional: o que é e qual a importância para a empresa

Pare por alguns segundos e pense: você já se deu conta qual é o seu objetivo profissional? Pode parecer óbvio, mas muita gente não os tem definidos. Sendo assim, o primeiro passo a entender por que você precisa deles.

Ter um objetivo profissional é essencial para ajudar você a concretizar os resultados que deseja para sua carreira. Assim, você consegue traçar um planejamento, processos e ações para mensurar e valorizar seus resultados. Quanto mais definido for o seu objetivo, mais fácil será seguir os passos para alcançá-lo.

E, se os objetivos profissionais são importantes para você, eles também são importantes para a empresa na qual você trabalha ou deseja trabalhar. Afinal, ao deixar claros seus objetivos profissionais, os recrutadores têm uma melhor ideia de quem é a pessoa que estão entrevistando, e se ela se encaixa no perfil que desejam contratar.

Muitas pessoas têm medo de colocar seus objetivos profissionais no currículo justamente por terem receio de mostrar alguma faceta que desagrade aos recrutadores. Contudo, é importante deixar isso claro, já que uma contratação desalinhada não é apenas ruim para a empresa, mas também para o contratado, que pode sentir-se frustrado.

Por isso, é preciso que haja um casamento entre os objetivos profissionais de cada colaborador e os da companhia.

Sendo assim, seu objetivo profissional tem que estar bem definido em seu currículo, para que aumente as chances de você ser selecionado para uma vaga que esteja de acordo com você.

Infelizmente, muitas pessoas erram nesse ponto, porque acreditam que deve-se citar as intenções dentro da empresa, e enumeram objetivos como “ajudar a empresa crescer”, “doar seus conhecimentos” e “contribuir com o sucesso da organização”. Perceba que essas frases são muito vagas e não mostram seus reais objetivos – nem para os recrutadores e nem para você mesmo.

Como definir o seu objetivo profissional?

Tendo entendido quais são os seus objetivos profissionais, o próximo passo é defini-los. E essa também não é uma tarefa fácil. Abaixo, damos algumas dicas:

1. Seja honesto

Não adianta tentar mentir em seus objetivos, pois, conforme o processo seletivo avançar, eles serão verificados e, se não corresponderem à realidade, com certeza você será descartado do processo.

2. Evite jargões

Como dissemos, expressões como “à procura de novos desafios”, “buscar crescimento e conhecimento” e “ajudar a empresa a crescer” só sugerem desinteresse. Então, fuja desses jargões para evitar passar uma ideia de falta de vontade e preguiça.

3. Não esconda a falta de experiência

Muita gente têm medo de admitir que não teve experiências anteriores de emprego, mas isso faz parte de toda trajetória profissional. E não se esqueça de que experiências ao longo de sua formação (na faculdade ou estágio, por exemplo) também contam.

4. Estude a empresa na qual quer trabalhar

Além de criar um currículo personalizado, é importante entender como funciona o local onde você quer trabalhar. Isso demonstra interesse e entendimento do negócio. Também é uma forma de entender como se portar para estar mais adequado a empresa – seja ela mais conservadora ou mais moderna.

5. Não há problema em rever seu objetivo

Ao longo de nossa carreira, vamos evoluindo como profissionais. A mesma coisa acontece com nosso objetivo. Por isso, sempre revise-o, e também adapte-o de acordo com a empresa e a vaga para a qual está se candidatando. Afinal, quanto mais customizado um currículo for para determinada vaga, mais chances tem o candidato de avançar no processo seletivo.

6. Especifique sua área de atuação

Em vez de especificar apenas o cargo no qual quer trabalho, coloque sua área de atuação. Muitas vezes, a empresa – e você também – pode entender que há outras vagas para as quais você se adequa, não apenas aquela para a qual você se inscreveu.

7. Seja específico

Muita gente acaba “enrolando” e sendo prolixo. Mas o objetivo deve ser breve (cerca de duas linhas), e mostrar de forma rápida e clara o que você pode oferecer para a companhia.

Exemplos de objetivo profissional para o currículo

Veja a seguir alguns exemplos de frases que consideramos bons exemplos para o currículo:

 

  1. Pretendo concorrer à vaga de ________________ como oportunidade de crescimento profissional.
  2. Almejo a vaga de ________________ e, por meio deste cargo, assumir os desafios ________________ e ________________.
  3. Pretendo assumir a vaga de ________________ e, por meio da minha experiência, colaborar com os resultados ________________ e ________________ da empresa.
  4. Gostaria de trabalhar na empresa com a função ________________. Sou capaz de exercê-la pelas qualificações obtidas em minha graduação e em ________________ experiência profissional anterior.

Deixar seu objetivo profissional claro é um dos primeiros passos para se destacar na criação de um bom currículo e se diferenciar nos em processos seletivos do mercado e trabalho hoje em dia. Contudo, não se esqueça também de trabalhar também em outros pontos do currículo, como sua experiência profissional, a formação acadêmica etc.

Gostou do nosso conteúdo? Então curta nossa página do Facebook para acompanhar todas as novidades e publicações!

 

Deixe seu comentário

Resolva a conta abaixo para publicar seu comentário: *